Identificar o período fértil

O período de ovulação e os dias que o precedem e antecedem são os únicos momentos do ciclo menstrual em que a mulher pode engravidar. Como tal, faz sentido que um casal que esteja a tentar ter filhos saiba identificar o momento mais propício.

Existem vários métodos de planeamento familiar que ajudam a determinar o período fértil da mulher. Conhecer o período de ovulação é também uma forma natural de aumentar a fertilidade.

Medir a temperatura basal do seu corpo

Após o período de ovulação, o corpo da mulher liberta uma hormona, a progesterona. A sua função no organismo é assegurar um bom fornecimento de sangue ao útero para garantir as condições necessárias para uma possível gravidez. Um dos efeitos secundários da progesterona é o aumento da temperatura corporal em cerca de 0,6°C 1. A temperatura natural mantém-se neste nível até ao início da menstruação e começa a baixar após esse período. As mulheres podem utilizar esta informação para determinar o período de ovulação.

Siga estas cinco recomendações para determinar com mais precisão os seus dias férteis através da temperatura corporal:

  • Meça sempre a sua temperatura corporal de manhã, ao acordar, antes de se levantar.
  • Se possível, meça todos os dias à mesma hora e sempre no mesmo ponto.
  • Meça a temperatura no mínimo durante três minutos por via rectal, vaginal ou oral. Mantenha o mesmo método de medição durante todo o ciclo.
  • Durma pelo menos seis horas antes de medir a sua temperatura basal.
  • Crie uma lista ou um diagrama da sua temperatura desde o primeiro dia da menstruação, que corresponde ao início do ciclo menstrual.

Criação da curva de temperatura

curva de temperatura feminina para monitorização do dia de ovulação

Após medir a sua temperatura, anote o valor numa lista ou indique no gráfico. Anote também quaisquer irregularidades que possam ocorrer, como por exemplo, menos horas de sono, doença, stress, medicação ou consumo de álcool no dia anterior ao da medição de temperatura.

A temperatura basal do corpo pode ser influenciada por diversos fatores. Una os pontos no gráfico. Caso não tenha medido a temperatura em algum momento, deixe esse dia em branco.

Tendo em conta que as medições da temperatura no início do ciclo podem variar drasticamente, as quatro primeiras medições do ciclo podem ser ignoradas.

Analise os valores da fase de baixa temperatura corporal após o quinto dia do ciclo. Para uma melhor perspetiva, pode desenhar uma linha horizontal imediatamente acima dos valores mais altos (excluindo os valores atípicos).
Em seguida, verifique se existe uma subida repentina da temperatura, de pelo menos 0.2°C, nos valores de baixa temperatura da primeira metade do ciclo. Este aumento deverá ocorrer no período de dois dias.

Caso a temperatura seja mais elevada que os valores médios da fase de baixa temperatura durante, pelo menos, três dias consecutivos, pode assumir-se que a ovulação ocorreu nas 48 horas anteriores à subida de temperatura.

Depois do período fértil

Geralmente a segunda metade do ciclo ocorre entre o 12.º e o 16.º dias. Isto poderá ajudá-la a interpretar a sua curva da temperatura. A temperatura deverá aumentar cerca de duas semanas antes do início da menstruação do próximo mês.

Tipos de curvas

As curvas da temperatura apresentam muitas variações e raramente apresentam a sua forma ideal. As pequenas variações podem também dificultar a interpretação da curva. No entanto, após monitorizar a sua temperatura basal durante alguns meses irá ganhar prática na interpretação da curva. Isto significa que vai poder prever com precisão os seus dias férteis após alguns ciclos.

A partir da experiência nos meses anteriores, poderá retirar conclusões para os meses seguintes, estreitando a previsão do período de tempo em que a ovulação pode ocorrer. Este facto poderá ser mais difícil para mulheres com ciclos muito irregulares.

Poderão observar-se diferentes fenómenos ao calcular os dias férteis através da curva da temperatura:

Ocorrência de um valor de temperatura significativamente mais elevado do que os outros durante a primeira parte do ciclo menstrual,

Isso pode dever-se, por exemplo, a consumo de álcool na noite anterior, a uma constipação, febre, stress, ou ao facto de ir várias vezes à casa de banho antes de medir a temperatura. As medições invulgarmente elevadas devem ser desconsideradas para não baralharem a sua interpretação da curva de temperatura.

Um valor de temperatura durante a segunda metade do ciclo menstrual é equivalente aos valores da primeira metade do ciclo

Se a temperatura baixar bruscamente na segunda metade do ciclo, durante um ou mais dias, isto poderá indicar uma deficiência do corpo lúteo. É mais provável que este seja o caso se o fenómeno se repetir sem motivo aparente, em vários ciclos. Alguns medicamentos reduzem a temperatura corporal, podendo distorcer a curva. Da mesma forma, medir a temperatura em horas e locais do corpo diferentes pode justificar a existência de baixa temperatura.

A temperatura matinal volta a descer pouco antes do aumento repentino

A redução da temperatura pouco antes da ovulação é frequente e absolutamente normal. As mulheres que experimentam este fenómeno são capazes de determinar quais os seus dias férteis ainda antes do período de ovulação.

A subida de temperatura não é repentina mas sim gradual

Isto indica uma ligeira deficiência do corpo lúteo. Se a temperatura aumentar apenas 0.1°C ao longo de vários dias, mantendo-se após esse período, é provável que exista uma deficiência do corpo lúteo. Isto não implica necessariamente uma redução da fertilidade.

A segunda metade do ciclo é inferior a 12 dias

Se o período de tempo entre a ovulação e a próxima menstruação for inferior a 12 dias, é provável que se deva a uma deficiência do corpo lúteo.

Não existe um aumento de temperatura

Se não se registar um aumento da temperatura durante a segunda metade do ciclo, significa que não houve ovulação. Como tal, não poderá engravidar durante este ciclo. A ausência de ovulação, apesar da regularidade dos ciclos, pode ser relativamente frequente em mulheres mais velhas. A amamentação, um aborto espontâneo recente, mudanças físicas após deixar de tomar a pílula contracetiva ou os distúrbios hormonais podem provocar uma anovulação temporária.

A temperatura desce no final do ciclo

Se a temperatura descer repentinamente para níveis mais baixos, significa que a menstruação irá começar em breve.

A temperatura mantém-se elevada durante mais de 16 dias, apesar de ter ocorrido a menstruação

Por vezes, durante os primeiros dias de um novo ciclo, a temperatura basal mantém-se elevada voltando a descer, no máximo, até ao 5.º dia do ciclo. No entanto, se estiver grávida, a temperatura mantém-se elevada durante mais tempo.

Se a menstruação se atrasar, ou se a cor do sangue for consideravelmente mais clara do que o normal, poderá significar que está grávida. Existem outros fatores que podem causar a continuidade de uma temperatura elevada, por exemplo, estados febris.

Método de análise da mucosa cervical

ciclo da mucosa cervical para determinação do dia de ovulação

Fonte:www.pregprep.com

Enquanto a ovulação pode ser determinada em retrospectiva, com base no aumento da temperatura basal do corpo, a consistência e aparência da mucosa cervical indica uma ovulação iminente2.

Isto acontece porque, durante a fase fértil, o colo uterino produz secreções especialmente líquidas para facilitar o percurso do esperma. Geralmente, as mulheres produzem bastante mucosa cervical nesta fase, podendo inclusive aperceberem-se disso quando se limpam com papel higiénico.

Mas, uma vez que a ovulação é desencadeada por outra hormona, a luteinizante (LH), o aumento da secreção de muco não é uma prova absoluta de que a mulher está a ovular. Desta forma, recomenda-se que a determinação da fase de ovulação seja avaliada através de uma combinação da análise da mucosa cervical e da temperatura basal. A consistência da secreção pode ser anotada diariamente no gráfico da temperatura.

Geralmente, são precisos alguns meses para que a mulher possa interpretar com precisão a consistência da mucosa cervical. No entanto, após algum tempo, as observações e a experiência podem dar boas indicações sobre quando irá ocorrer o período fértil.

Aprender a interpretar a mucosa cervical

    • Durante a menstruação o colo praticamente não segrega mucosa.
    • Nos dias seguintes é usual a existência de grumos espessos e gomosos de mucosa. A sua forma dificilmente se altera quando se tenta esticá-los entre dois dedos.
    • Ao longo do tempo vai sendo segregada mais mucosa, que se esticará com mais facilidade entre dois dedos. A secreção torna-se também menos espessa e mais transparente.
    • No início do período fértil, poucos dias antes da ovulação, é possível esticar um fio de mucosa vários centímetros entre os dedos sem que esta se parta. Nesta fase a mucosa será quase transparente, assemelhando-se à clara do ovo.
    • No dia antes da ovulação, o dia mais fértil do ciclo, a mucosa cervical encontra-se no ponto em que estica sem quebrar, entre dois dedos, a distância máxima possível em todo o ciclo.
    • Pouco depois da ovulação as secreções voltam a tornar-se mais grumosas e inflexíveis. Isto corresponde ao fim do período fértil.

    O stress, e outros fatores, podem fazer com que existam mais fases em que a mucosa está mais líquida. Se a ovulação já tiver ocorrido, apenas poderá determiná-lo em retrospectiva, com base nas medições das temperaturas mais elevadas.

Exame do útero

As mulheres que produzem menos mucosa cervical poderão palpar o colo do útero para determinar a sua fase fértil. O colo uterino, situado entre o útero e a vagina, abre-se durante o período de ovulação. Isto cria as condições ideais para a penetração do esperma.

Durante a fase não fértil, no início do ciclo e após a ovulação, o colo do útero encontra-se mais abaixo na região da vagina, podendo ser facilmente palpado, através da introdução de dois dedos, em posição de agachamento, ou em pé. Nesta fase estará relativamente mais firme e fechado.

No período de ovulação, o colo do útero está numa posição mais elevada. Nesta fase é mais difícil de sentir através de palpação com os dedos. O colo do útero abre-se e pode sentir-se uma pequena covinha/abertura ou orifício nas suas estruturas esféricas. A sua textura nesta fase é bastante suave.

Este exame deve ser iniciado no final da menstruação. A posição e o(s) dedo(s) utilizados para o exame devem ser mantidos ao longo de todo o ciclo.

Recomendação importante: lave muito bem as mãos antes de fazer este exame, de modo a evitar infeções. Para uma palpação do colo do útero mais fácil, esvazie a bexiga primeiro.

feelign the cervix opening to determine voulation

Tiras e fitas de teste

Os níveis da hormona LH (hormona luteinizante) aumentam consideravelmente no final da primeira metade do ciclo, desencadeando a ovulação. Quando os níveis de LH alcançam o seu pico máximo, significa que falta cerca de um dia para a ovulação.

As tiras de teste têm o mesmo princípio de funcionamento que os testes de gravidez. Devem ser mantidas na urina da mulher durante um curto período tempo. Após alguns minutos, a tira de controlo começa a tornar-se visível. Se os níveis de LH forem elevados irão aparecer duas linhas.

Geralmente estes testes indicam se a mulher está numa fase muito fértil. Neste caso, a intensidade da tira que indica os níveis de LH será tão forte quanto a da tira de controlo. Todos os testes de ovulação variam ligeiramente entre si, portanto deve seguir cuidadosamente as recomendações de cada fornecedor.

Quando conhecer melhor o seu corpo, através dos métodos de medição da temperatura e da análise da mucosa cervical, será capaz de identificar as possíveis datas da sua ovulação. O teste poderá ser utilizado nestas datas, para ajudar a confirmar a sua fertilidade.

Um teste de ovulação específico para mulheres com ciclos irregulares é particularmente útil. Isto porque o método de medição da temperatura apenas lhe permite confirmar que a ovulação já ocorreu, após ter terminado a fase fértil.

Os Melhores Kits de Teste de Previsão da Ovulação

Os preços dos kits de previsão da ovulação variam muito

Infelizmente, nestes casos são necessárias várias tiras de teste. Deverá iniciar o controlo cerca de dois dias antes da data prevista de ovulação, continuando o teste até serem observados os picos máximos de LH.

Computador de Ciclo Menstrual

Um computador de ciclo menstrual pode ser muito útil para a identificação da fase fértil. O computador utiliza exactamente os mesmos princípios – temperatura 2, pico de LH e pico de progesterona

A vantagem em utilizar um computador de ciclo menstrual é o facto de processar automaticamente os seus dados. A construção do gráfico e a análise dos dados são feitas por computador.

Esta ferramenta é bastante útil para o planeamento familiar e pode ajudar os casais que estão a tentar ter filhos a identificar o período fértil.

Aplicações para Smart Phones

clearblue cycle monitor
smartphone app to track ovulation day

As Melhores Aplicações de Fertilidade

Obter a aplicação grátis ou pagar pelas funcionalidades avançadas?

Existe ainda uma enorme variedade de aplicações para smartphones disponíveis para iPhone e Android.

Estas aplicações ajudam as mulheres a monitorizar o seu ciclo menstrual e em questões de saúde associadas – como o seu peso ou bem-estar físico e emocional.

As mulheres podem receber notificações nos seus dias mais férteis.Geralmente, todas as informações estão organizadas em calendários apelativos e de fácil consulta.

Muitas destas aplicações são gratuitas, apesar de outras oferecem funcionalidades extra numa versão completa paga.

O truque é tentar descobrir quais deve usar e quais deve evitar.

  1. “Charkoudian N, Stachenfeld NS. Reproductive hormone influences on thermoregulation in women. Compr Physiol. 2014; 4(2): 793-804”
  2. “Gross BA. Natural family planning indicators of ovulation. Clin Reprod Fertil. 1987;5(3): 91-117”
  3. “Gross BA. Natural family planning indicators of ovulation. Clin Reprod Fertil. 1987;5(3): 91-117”
Leave Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

clear formSubmit