As mulheres podem tomar várias medidas importantes para se prepararem para a gravidez

Planear uma gravidez é uma fase muito empolgante, embora também posa ser stressante. Há muitos fatores que afetam a fertilidade, pelo que é importante preparar-se caso esteja a planear começar uma família.

A lista abaixo enumera alguns dos fatores que contribuem para aumentar as suas hipóteses de engravidar e para que o seu bebé se desenvolva e cresça de forma saudável a partir do momento da conceção.

Fazer um exame geral de saúde

Uma das primeiras coisas que deve fazer é avaliar o seu estado geral de saúde. É importante o seu Papanicolau esteja em dia e que faça análises ao sangue para determinar se possui anticorpos contra a rubéola e a varicela. Se forem identificados quaisquer riscos, poderá ter de tomar estas vacinas.

Também é recomendável fazer um despiste de doenças sexualmente transmissíveis. Doenças não tratadas, como por exemplo a Clamídia, podem alastrar-se para as trompas de Falópio e provocar hidrossalpinge e cicatrizes, causando infertilidade e aumentando o rico de gravidez ectópica. Outras infeções transmitidas sexualmente que podem afetar negativamente a gravidez incluem:

  • Sífilis
  • Gonorreia
  • HPV
  • Herpes
  • VIH
  • Hepatite B
  • Verrugas genitais

Consultar um profissional

Se está a tentar engravidar ativamente e sem uso de contracetivos há 12 meses, é importante falar com o seu ginecologista ou profissional de fertilidade. Este é o momento ideal para procurar aconselhamento e explorar as suas opções. Em alguns casos, alguns testes simples podem ajudar a identificar fatores subjacentes que possam estar a reduzir a sua fertilidade. Depois de resolver o problema, poderá ser mais fácil engravidar.

Conhecer as fases do seu ciclo menstrual

Há vários métodos que podem ajudá-la a identificar a sua fase de ovulação, como por exemplo, a monitorização de mudanças de temperatura corporal, do muco cervical, da saliva e da urina. Estas técnicas nem sempre são 100% fiáveis, uma vez que podem ser influenciadas por fatores externos. No entanto, constituem bons indicadores de que se encontra na sua fase fértil.

Manter uma dieta saudável

A nutrição afeta a fertilidade, pelo que é importante manter o seu corpo bem nutrido. Uma dieta saudável deve incluir grandes porções diárias de legumes e fruta fresca e de proteína de qualidade como, por exemplo, peixe, carnes magras, ovos ou leguminosas. Os carboidratos complexos e os alimentos ricos em cálcio também são importantes. Tente evitar o consumo excessivo de aditivos alimentares como aromas, conservantes e corantes. Os alimentos ricos em gorduras saturadas também não são recomendados.

Adotar mudanças de estilo de vida positivas

Não consuma bebidas alcoólicas

É importante que as mulheres não consumam bebidas alcoólicas quando estão a tentar engravidar e durante a gravidez. O álcool pode prejudicar gravemente a saúde do feto e aumentar o risco de aborto espontâneo.

Não fume

Tanto a fertilidade feminina como a fertilidade masculina são afetadas negativamente pelo tabagismo. Fumar pode aumentar o risco de disfunção eréctil e causar danos graves ao ADN do óvulo e o esprema. O risco de aborto espontâneo é muito mais elevado quando a mãe fuma durante a gravidez.

Consumo de outras drogas legais e ilegais

Todas as drogas ilegais podem afetar negativamente a fertilidade e devem ser evitadas. Também existem muitos medicamentos sujeitos a receita médica que podem dificultar a conceção, por exemplo, medicamentos para a pressão arterial, tiroide, imunossupressores e esteroides. É recomendável que fale com o seu médico sobre quaisquer medicamentos que está a tomar antes de tentar engravidar.

Bem-estar emocional

Manter-se positiva e otimista pode aumentar a sua fertilidade. Embora alguns momentos de stress sejam inevitáveis, deve procurar minimizá-los e aprender a gerir o stress. Isto poderá facilitar a conceção. Há muitas instituições que a podem ajudar e ensinar-lhe técnicas para lidar com o stress e com a ansiedade subjacentes à gravidez e/ou à tentativa de engravidar.

Suplementação de ácido fólico (folato)

Os suplementos de folato são muito importantes na fase de preparação para a gravidez. Esta fonte de Vitamina B deve ser ingerida diariamente durante, pelo menos, um mês antes de tentar engravidar e durante o primeiro trimestre da gravidez. Isto irá reduzir significativamente o risco de o feto desenvolver malformações do tubo neural, que podem causar perturbações de desenvolvimento congénitas como, por exemplo, espinha bífida. O folato pode ser ingerido de forma independente ou combinado com outros suplementos indicados para a pré-gravidez.

Mantenha-se em forma

A gravidez pode ser extenuante, por isso é importante estar, pelo menos, moderadamente em forma antes de engravidar. Não são recomendados longos períodos de treino ou treinos intensos e de alto impacto pois podem afetar negativamente os ciclos de ovulação e dificultar a conceção. As mulheres que não praticam exercício físico regularmente poderão procurar um programa de treino personalizado. A fertilidade masculina também beneficiará de uma boa forma física, pelo que deverá ser igualmente considerada.

Mantenha um peso saudável

Um peso saudável tem um papel importante tanto para a fertilidade feminina como para a fertilidade masculina. O excesso de peso ou a obesidade aumentam o risco de desequilíbrios hormonais, diabetes e problemas cardíacos. Todos esses problemas podem contribuir para a infertilidade. Além disso, as mulheres com peso a menos também podem ter problemas de fertilidade, uma vez que isso pode interferir significativamente com o ciclo menstrual. Se está preocupada com o seu peso, consulte um nutricionista e procure alcançar um peso saudável para aumentar a sua fertilidade.

Happy pregnant woman doing exercise

Aumentar a fertilidade

Há vários problemas de saúde que podem reduzir a fertilidade feminina. Alguns dos problemas mais comuns incluem:

Síndrome do ovário poliquístico(SOP)

Envolvendo uma variedade de sintomas, o SOP pode ser diagnosticado a mulheres que possuam dois dos seguintes sintomas:

  • níveis elevados de androgénio (hormonas masculinas)
  • quistos ou folículos nos ovários
  • ciclos menstruais irregulares

As mulheres com períodos irregulares e diagnosticadas com SOP podem precisar de assistência para engravidar. Os tratamentos podem variar entre técnicas interventivas como a FIV e medicamentos simples ou relações sexuais programadas.

Endometriose

Esta condição caracteriza-se por dores intensas antes e durante a menstruação, causadas por depósitos de tecidos que se formam na parte exterior do útero e que, em alguns casos, podem reduzir a fertilidade. Leia mais sobre a endometriose e respetivos tratamentos.

Bloqueio nas trompas de Falópio

Os bloqueios nas trompas de Falópio impedem ou dificultam a transferência do óvulo para o útero. Estes bloqueios podem desenvolver-se por vários motivos e, consoante os casos, poderão ser tratáveis. Saiba mais sobre bloqueios nas trompas de Falópio e respetivos tratamentos.

Amenorreia

Este problema caracteriza-se pela ausência de menstruação apesar de a mulher se encontrar em idade reprodutiva. Isto pode acontecer por vários motivos e existem várias opções de tratamento. Leia mais sobre a amenorreia.

Resumo

A maior parte das mulheres considera que a implementação de algumas mudanças positivas no estilo de vida contribui para aumentar a fertilidade. Fazer uma boa alimentação, manter-se em forma e evitar influências negativas para o corpo são tudo medidas que afetam positivamente a fertilidade. Para mulheres com problemas de saúde que reduzem a fertilidade, existem frequentemente opções de tratamento práticas e eficazes, que deverão explorar junto do seu médico ou ginecologista.

Leave Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

clear formSubmit